Ferramentas
Logar

Você está aqui: Home
Terça, 26 Jan 2021

Setor de delivery cresce mais de 94% durante a pandemia

E-mail Imprimir PDF

 

O isolamento social tem nos impossibilitado de desempenhar atividades simples como, por exemplo, ir ao restaurante. Com boa parte do comércio de portas fechadas, os empresários não tiveram alternativa e foram obrigados a se adaptar ao delivery, fazendo a procura por esse tipo de serviço aumentar consideravelmente.Entre os meses de abril e junho, os gastos com os principais aplicativos de entrega de comida (Rappi, Ifood e Uber Eats) cresceram 94,67% no período, ou seja, quase dobraram na comparação entre janeiro e maio de 2019.

As informações são da Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, que analisou dados de mais de 160 mil usuários. A pesquisa apontou também que no início da quarentena no Brasil, os serviços de delivery tiveram uma queda de 16,98% em comparação a fevereiro. Porém, depois do primeiro mês de isolamento, o estudo apontou crescimento das despesas com o serviço de entrega. Em abril, o aumento representou 60,67% em relação a março, e em maio, 39,58% em comparação com abril.

Serviço ganha mais espaço com o Coronavírus

Com um movimento de R$ 10 bilhões anuais, o mercado de delivery no Brasil segue em ascensão no país. O que antes era dominado somente pelas pizzarias, hoje basta pegar o celular, escolher o aplicativo de serviços e, depois de poucos cliques, receber de lanches simples aos pratos requintados preparados por chefs renomados.

Segundo um levantamento do Sebrae, a maioria dos consumidores prefere locais que ofereçam entrega em domicílio. Dos restaurantes e lanchonetes atendidos pela instituição, metade oferece esse serviço, sendo que 12% nem possui loja física, seguindo a tendência dark kitchens.

Sendo assim, o mercado de delivery tornou-se cada vez mais requisitado, sobretudo com o surgimento de aplicativos de entrega. Além de facilitar a vida do consumidor final, essas novas empresas ‘empregam’ centenas de milhares de pessoas, que entregam os alimentos em motos e até em bicicletas.

O boom do delivery acontece em meio a mudança de comportamento do consumidor. Segundo especialistas do food service, a conveniência, falta de tempo e a facilidade impulsionam a entrega de alimentos por aplicativo. O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) de São Paulo, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo afirma que, a tendência é mundial. “É um segmento que cresce exponencialmente. ”

Pandemia do Coronavírus vai exigir mais delivery

As medidas de restrição impostas pelas autoridades brasileiras para conter o avanço do novo coronavírus vão exigir mais do delivery. Isso porque bares, restaurantes e lanchonetes terão de fechar ou funcionar com capacidade reduzida. A única forma autorizada de funcionar, principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro, é realizando entregas por aplicativo.

Esse momento delicado vai demandar mais desse tipo de serviço, afinal de contas a maioria das pessoas está em casa. Por essa razão, é a chance de transformar a crise em oportunidade. No entanto, para ter sucesso no delivery é importante seguir algumas dicas que listamos. Veja abaixo:

1 - Divulgue ao cliente o serviço delivery

Nesse momento de pandemia, os clientes precisam saber que a empresa oferece delivery. Sem gastar, é possível vincular o serviço com aplicativos de entrega, como iFood, Uber Eats e Rappi. O único investimento é na divulgação em redes sociais, como Facebook, Instagram e WhatsApp.

2 - Priorize a qualidade e a higiene

Mesmo sem o restaurante ou lanchonete aberto, priorize a qualidade dos pratos. O consumidor, mais do que nunca, está de olho na higiene dos serviços oferecidos. Dessa forma, redobre a atenção nas embalagens e oriente os entregadores a seguir as orientações de distância social.

3 - Facilite o pagamento

Para evitar o contato muito próximo com o dinheiro ou com o entregador, é importante priorizar certos meios de pagamentos, como pagamentos diretamente pelo aplicativo ou transferência bancária. O iFood já oferece esse tipo de opção.

4 - Padronize os processos

Qualquer restaurante ou lanchonete deve padronizar os processos, sobretudo neste tempo em que o delivery vai crescer. Da elaboração dos pratos ao empratamento, a padronização aumenta a produtividade e melhora a qualidade dos serviços.

 

Aproveite essa oportunidade e faça um dos cursos abaixo para entrar nesse mercado iniciar com delivery.

 

Bolo de Pote Crepe Hamburger Artesanal
Links patrocinados